fbpx
us open

IBM ajuda a manter fãs informados no US Open 2021

A IBM, parceira digital do US Open, anunciou novas experiências com inteligência artificial (IA) e nuvem híbrida, que darão aos fãs em todo o mundo insights sobre jogadores e partidas para que possam experimentar o icônico Grand Slam de tênis de novas maneiras.

Inovações na experiência dos fãs

A IBM está ajudando a aprimorar a experiência digital do US Open, usando inteligência artificial para manter os fãs mais informados sobre jogadores e partidas por meio de classificações e insights em tempo real, no aplicativo US Open e no site USOpen.org. Os novos IBM Power Rankings with Watson Match Insights with Watson são executados em IBM Cloud com Red Hat OpenShift e usam IA e Processamento de Linguagem Natural (NLP) para analisar dados e fornecer insights importantes antes de cada uma das 254 partidas. O IBM Power Rankings with Watson e o Match Insights with Watson também serão integrados à transmissão do torneio na ESPN e ao programa diário da United States Tennis Association (USTA) nos Estados Unidos, o “The Changeover”.

  • IBM Power Rankings with Watson: Lançado no Wimbledon Championship 2021, o IBM Power Rankings with Watson oferece rankings diários que usam IA para análise do momentum do jogador, e será usado no US Open pela primeira vez este ano. Os sistemas típicos de classificação de tênis usam 52 semanas de dados históricos para quantificar o desempenho do jogador. O IBM Power Rankings vai além, usando o histórico mais recente dos jogadores. Combina análise estatística avançada, recursos de PNL do Watson Discovery e a nuvem aberta e segura da IBM para analisar dados de desempenho do jogador, coletar análises de mídia, medir o momento do jogador e destacar seu desempenho mais convincente nas partidas. O IBM Power Rankings Leaderboard será publicado pela primeira vez na sexta-feira antes do torneio e, em seguida, atualizado diariamente.
  • Match Insights com Watson: O Match Insights com Watson usa Watson Discovery para gerar relatórios baseados em IA que ajudam os fãs a se atualizarem rapidamente antes de cada partida individual durante o torneio. Lançado pela primeira vez em 2020, o Match Insights with Watson foi aprimorado com recursos atualizados, incluindo “In the Media”, para extrair insights importantes sobre cada jogador de fontes de notícias confiáveis, ​​e “By the Numbers” usando Natural Language Generation (NLG) para traduzir estatísticas históricas em frases e, com o IBM Decision Optimization for Watson Studio, selecionar as informações que serão exibidas para os fãs.
  • Novos recursos: O IBM Power Rankings e o IBM Match Insights também podem ajudar os fãs a entender melhor o que os dados dizem sobre os jogadores antes das próximas partidas com novos recursos, como “Likelihood to Win”, “Ones to Watch” e “Upset Alerts”:
  • Likelihood to Win (L2W): um valor de confiança, expresso em porcentagens, atribuído a cada jogador em relação à probabilidade de vencer a partida.
  • Ones to Watch: Uma perspectiva pré-torneio de jogadores, em que o IBM Power Ranking está cinco ou mais posições acima de sua respectiva classificação no torneio.
  • É importante notar que o Ones to Watch foi testado no início deste ano durante Wimbledon. Usando IBM Watson, a solução identificou Matteo Berretini como um jogador a ser observado e ele chegou à final.
  • Upset Alerts: As partidas identificadas como “Alertas de alteração” são aquelas em que o IBM Power Rankings favorece um jogador com a classificação mais baixa, conforme definido pela classificação do torneio, como o vencedor, com base em uma probabilidade de vencer mais alta.

O trabalho da IBM com a USTA para o US Open – incluindo experiências digitais para os fãs, segurança cibernética, suporte de propriedade digital, entre outros serviços – é construído em uma infraestrutura de nuvem híbrida que inclui IBM Cloud, Watson for Cyber ​​Security e recursos de IA de nível empresarial de IBM Watson. Essas são as mesmas tecnologias que a IBM está usando para transformar digitalmente clientes de diversos setores em todo o mundo.

US Open Fantasy Tennis

Novidade este ano, o US Open também está lançando o US Open Fantasy Tennis no USOpen.org, que incluirá IBM Power Rankings e insights utilizando o IBM Watson Discovery. O US Open Fantasy Tennis, a primeira experiência do Fantasy Tennis no Grand Slam, dá aos fãs do esporte a oportunidade de criar uma equipe profissional de tênis que podem acompanhar durante o torneio de duas semanas. O US Open Fantasy Tennis será enriquecido com Match Insights para ajudar os usuários a ter mais informações para montar suas seleções. O Match Insights estará disponível na interface do US Open Fantasy Tennis para ajudar os usuários a escolher uma lista de Fantasy com quatro homens e quatro mulheres. Os dados do IBM Power Rankings e do Match Insights serão alterados ao longo do torneio, dando aos usuários a oportunidade de reavaliar sua listagem durante o período de resgate pré-determinado. No jogo, os jogadores do US Open Fantasy receberão pontos cada vez que seus jogadores selecionados ganharem uma partida (100 pontos), servirem com sucesso (dois pontos cada) e quebrarem um saque (cinco pontos cada).

Engajando fãs ao redor do mundo

“Nossa parceria com a IBM nos permite oferecer insights avançados, baseados em dados, a milhões de fãs de tênis em todo o mundo, que assistem ou participam do torneio”, disse Kirsten Corio, Diretora Executiva de Ingressos, Hospitalidade e Estratégia Digital da USTA. “Nos bastidores, IBM Cloud nos permite ter flexibilidade e segurança para potencializar nossas operações remotas, inovar com novos recursos a cada ano e garantir que as propriedades do US Open Digital sejam executadas perfeitamente para entregar o torneio ao mundo.”

Uma pesquisa recente do IBM Institute for Business Value1, com mais de 2.600 norte-americanos adultos, destacou como a pandemia de COVID-19 mudou significativamente as preferências do consumidor em relação à experiência do torcedor durante os esportes. A proporção de adultos americanos que relataram assistir a esportes tradicionais em plataformas digitais durante a pandemia dobrou (84%) em comparação com a pré-pandemia (41%), e 60% dos adultos dos EUA que responderam à pesquisa disseram que tecnologias como IA e computação em nuvem tornam os eventos esportivos mais envolventes para assistir.

“Desde o torneio totalmente virtual do ano passado, aprendemos ainda mais sobre o que os fãs estão procurando e como a tecnologia pode ajudar a realizar um torneio dessa escala”, disse Noah Syken, Vice-presidente de Parcerias de Esportes e Entretenimento da IBM. “Estamos empolgados em trazer esse conhecimento para nossa parceria contínua com a USTA para ajudar a alavancar nossa especialização em IA e nuvem, tornando a competição mais envolvente para os fãs por meio das plataformas digitais e novas experiências, usando a tecnologia nos bastidores para habilitar o torneio.”

Impulsionado pela nuvem híbrida

Por 30 anos, a IBM é a parceira oficial de tecnologia do US Open. A IBM projeta e desenvolve o aplicativo e o site do US Open, incluindo experiências que ajudam os fãs a interagir globalmente durante o torneio. Como nos anos anteriores, as propriedades digitais do US Open são executadas em uma combinação de plataformas de nuvem locais, públicas e privadas, e são alimentadas por uma variedade de APIs e fontes de dados. A IBM usa a abordagem de nuvem híbrida para coletar, integrar e distribuir dados e aplicações em várias nuvens enquanto gerencia uma variedade de cargas de trabalho diferentes. As soluções inovadoras deste ano foram desenvolvidas em IBM Cloud e em contêineres usando Red Hat OpenShift. A flexibilidade da nuvem permite velocidade de inovação a cada ano, já que os desenvolvedores da IBM que criam essas soluções podem escrever códigos para novos recursos uma vez e implementá-los em qualquer ambiente da USTA.

Como as experiências mudaram cada vez mais para o online durante a pandemia, uma arquitetura de nuvem híbrida deu à operação digital do US Open a flexibilidade necessária para o trabalho remoto contínuo, mantendo a produtividade e garantindo o mais alto nível comercial de segurança de dados2. Devido à continuidade da pandemia e aproveitando as lições aprendidas na edição de 2020 do US Open, o torneio está operando com uma combinação de membros remotos e presenciais. Uma arquitetura de nuvem híbrida permite que operações remotas sejam executadas com resiliência, escalabilidade e velocidade.

A edição de 2021 do US Open ocorre de 30 de agosto a 12 de setembro. Para ver a tecnologia em ação, incluindo os IBM Power Rankings atualizados diariamente, visite USOpen.org ou use o aplicativo US Open em seu celular, disponível nas lojas de aplicativos da Apple e do Android

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

%d blogueiros gostam disto: