fbpx
Deixa ela entrar

Marca esportiva destinará parte do faturamento para instituição que acolhe mulheres

A partir dos próximos lançamentos, a marca Deixa Ela Treinar irá contribuir com uma instituição que acolhe mulheres em situação de vulnerabilidade social e também um presídio que integra e recompõe mulheres, ajudando-as assim no processo de ressocialização.

A cada camiseta vendida serão doados dois pacotes de absorventes íntimos para a instituição Casa da Mulher, de Juiz de Fora (MG). De acordo com Fernanda Dias Coelho, fundadora e administradora da empresa, o objetivo é promover impacto social e contribuir para a autoestima, autoconfiança de outras mulheres que estão esquecidas pela sociedade.

“O tema da dignidade íntima ganhou destaque nos últimos tempos, mas nós acreditamos que é preciso debater mais sobre isso. Queremos sensibilizar a sociedade a respeito das condições de sobrevivência que mulheres em situação de vulnerabilidade social estão vivendo! As marcas têm o papel de educação também,” explica Fernanda.

Fernanda já vivenciou na pele o quanto uma mulher pode ser vítima da sociedade, a Deixa Ela Treinar surgiu em 2019 após a empresária ser assediada enquanto fazia o seu treino de ciclismo. No entanto, ela decidiu não se calar e foi para as redes sociais, onde percebeu que a sua dor era a mesma de outras mulheres que assim como ela, gostariam do básico, respeito enquanto cuidavam da saúde.

Foi depois disso e com investimento inicial de R$ 150 que a marca foi criada, vendendo 10 pares de meias pelo Instagram. Atualmente a marca tem o propósito de discutir, problematizar e sensibilizar os espaços que as mulheres ocupam em todos os âmbitos da sociedade, utilizando o esporte como ferramenta de transformação social.

A empresária reitera que o esporte tem vários papéis na vida das pessoas e principalmente na trajetória das mulheres. No processo de acolhimento, ele contribui para melhoria dos níveis de autoestima, autoconfiança, diminuindo a ansiedade, depressão e o estresse.

“Esses sentimentos e sensações são comuns em mulheres que estão nessas condições. O esporte é carregado de valores positivos! Portanto, questões como convívio em grupo, respeito, resiliência, entre outros aspectos podem ser aplicados no processo de ressocialização e nisso que a Deixa Ela Treinar acredita e quer colaborar,” finaliza.

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

%d blogueiros gostam disto: