fbpx

Rede de clínicas “democratiza” cirurgias no Brasil

Franquia de clínicas populares lança cirurgias para quem não tem plano de saúde

Londrina, PR. 5/3/2021 – A rede de franquias Atend Já financia qualquer procedimento em até 36 vezes, incluindo cirurgião, anestesista e hospital.

Franquia de clínicas populares lança cirurgias para quem não tem plano de saúde

Atualmente, mais de 150 milhões de brasileiros dependem exclusivamente do SUS (Sistema Único de Saúde) para atender suas necessidades médicas básicas. De acordo com o site do Ministério da Saúde, o SUS é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial, por meio da Atenção Primária, até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país.

No entanto, para conseguir atendimento, a fila de espera para consultas já dura em média 6 meses em várias cidades do país. Em relação às cirurgias, a fila de espera é bem maior.

No final de 2017, o Conselho Federal de Medicina (CFM) identificou que, naquele momento, já somavam 904 mil cirurgias eletivas (que não são de urgência e emergência) na lista de espera de cirurgia do SUS. Esse é apenas só mais um indício das dificuldades pelas quais a maioria da população passa diariamente.

Uma pesquisa feita em 2019 pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), apontou que naquele estado, o tempo médio para um paciente ser atendido na rede pública é de 493 dias, ou seja, mais de um ano e quatro meses.

O surgimento das clínicas populares

Após a economia brasileira enfrentar a recessão mais longa de sua história, 8,1% de queda no PIB entre 2014 e 2016, o número de desempregados bateu recordes ano após ano desde o início da crise, deixando milhões de brasileiros sem plano de saúde.

Somados aos mais de 150 milhões que não possuem o convênio médico, as clínicas populares surgiram como uma solução parcial ao problema, e tendência de negócio que cresceu em ritmo acelerado. O modelo com consultas e exames a preços acessíveis, serviços de qualidade e atendimento rápido é uma alternativa para estes brasileiros que não querem depender do sistema público e não podem arcar com os altos custos de um plano de saúde.

A democratização completa da saúde

A rede de franquias Atend Já (www.atendja.com.br), clínica popular natural de Londrina (PR), que atualmente está presente em 8 estados brasileiros, inovou e lançou recentemente uma solução que proporciona o acesso a cirurgias particulares em condições que cabem no bolso do brasileiro.

Além das consultas e exames a preços acessíveis, agora a rede financia qualquer procedimento em até 36 vezes, incluindo cirurgião, anestesista e hospital. O processo de financiamento é feito dentro das unidades, pelas franqueados que, através de uma plataforma da franqueadora, aprovam o crédito em até 2 dias, mediante análise de crédito e pagamento por boleto bancário, uma vez que quase ninguém possui um cartão de crédito com um limite tão alto.

“Pensamos que o valor do procedimento médico impede muitos brasileiros de realizar aquele procedimento que tanto necessitam para fechar o “ciclo” e “resolver o problema”, sem depender de uma longa espera na fila do SUS,” diz Rafael Grizzo, diretor da rede Atend Já. “Até então conseguíamos fechar o diagnóstico e a resolução se o problema do paciente não fosse cirúrgico. O paciente vinha para a consulta, realizava exames, o médico definia o tratamento e pronto. Quando o caso era cirúrgico, por conta dos altos custos envolvidos, o paciente voltava para a fila do SUS, salvo raras exceções. Agora nossos pacientes podem realizar o procedimento, pagando parcelas que conseguem encaixar em seu orçamento”, destaca Grizzo.

A solução inclui qualquer tipo de procedimento, até cirurgias plásticas, de qualquer valor. 

Para saber mais a respeito basta entrar em contato com uma das unidades franqueadas.

Website: http://www.atendja.com.br

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

%d blogueiros gostam disto: