O canal SporTV está promovendo mais uma edição do seu projeto que seleciona jornalistas para grandes coberturas esportivas. Realizado desde 2010, para a a cobertura da África do Sul, o programa já formou repórteres esportivos que atuaram em países como Alemanha, Austrália, Espanha, Jamaica, Marrocos, Rússia, Grécia, Quênia, Cuba, Catar e China).

De acordo com o site oficial, a seleção é bastante criteriosa. Na última edição, em 2016, foram 3,9 mil inscritos e oito selecionados para a cobertura dos Jogos Olímpicos, no Brasil. Eles participaram de um programa de formação e desenvolvimento de aproximadamente oito meses, contando com o apoio de profissionais de várias áreas do Sportv.

Edição 2017

A edição de 2017 seleciona candidatos para produzir conteúdo para o Sportv, Esporte da Globo e Globoesporte.com e farão a cobertura da Copa de 2018, no Brasil ou em diferentes países do mundo. Na primeira etapa do processo seletivo, serão analisados todos os currículos e fichas de inscrição.

Os selecionados para a segunda etapa farão testes online de Inglês, Atualidades e Esportes. Após a etapa de testes, os selecionados participarão de uma tarefa de vídeo, em que serão orientados previamente. Os aprovados serão convidados a participar de uma dinâmica com duas atividades que simulam o universo televisivo.

Os finalistas passarão por um teste oral em inglês, uma imersão na rotina dos jornalistas e entrevistas com gestores. Todas as etapas serão eliminatórias. Toda a comunicação acontecerá, exclusivamente, por e-mail.

O candidato desejado

De acordo com o site oficial, o SporTV busca “pessoas criativas e que queiram se virar em diversos lugares, com uma mochila nas costas, atrás de boas histórias sobre os países e atletas que farão parte da próxima Copa”. Demais características:

  • Jovem jornalista, com até dois anos de formação em Jornalismo ou Jovem cineasta com até dois anos de formação em Cinema;
  • Entusiasta do universo esportivo;
  • Disponibilidade para viajar e morar fora do país;
  • Residente no território brasileiro;
  • Desprendido, proativo e com grande capacidade de improvisar;
  • Com habilidades para aparecer frente às câmeras, produzir matérias e contar histórias;
  • Fluência no idioma inglês;
  • Profundo conhecimento sobre história e conhecimentos gerais
  • Conectado às redes sociais e com conhecimento das etapas de uma videorreportagem: gravação, produção, edição.

Clique aqui para mais informações e inscrições.